Quem-Foi-Gideão-Na-Bíblia

Gideão é um dos personagens bíblicos mais importantes do Antigo Testamento. Ele é um exemplo de liderança, coragem e fé em Deus, que inspirou muitos líderes ao longo da história.

Conheça nesse artigo, tudo o que você precisa saber sobre Gideão e seus 300 valentes!

Qual a História de Gideão, na Bíblia?

Gideão foi um juiz de Israel que viveu no período dos juízes, por volta do século XI a.C. Ele era filho de Joás, da tribo de Manassés e morava em Ofra.

O nome de Gideão significa “lenhador”, mas também já foi chamado na bíblia como Jerubaal, que significa “deixe Baal lutar contra ele” (Juízes 7; 8; 9).

Gideão foi escolhido por Deus para liderar os israelitas em uma batalha contra os midianitas com seus aliados, que estavam oprimindo o povo de Deus.

Foi uma época muito difícil, pois o povo de Israel tinha se voltado à prática da idolatria e como consequência sofriam muito com a miséria e ameaças constantes.

Porém os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR; e o SENHOR os deu nas mãos dos midianitas por sete anos.

Juízes 6:1

O maior pecado do povo foi desprezar o Deus Todo Poderoso para cultuar os deuses da época, em especial Baal e Aserá, deuses da chuva e da fertilidade, na qual servia-os com sacrifícios de bens materiais, imoralidades sexuais e até sacrifícios de crianças.

Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas; então os filhos de Israel clamaram ao Senhor.

Juízes 6:6

Como consequência de tais pecados, a pobreza em Israel se instalou de maneira física e espiritual.

Após esse clamor, Deus envia um profeta aos filhos de Israel, que os fazem lembrar de tudo o que o Criador tinha feito na terra do Egito, livrando-os da escravidão com grandes sinais e prodígios.

Além de trazer à memória os feitos antigos, Deus chama a atenção do povo, que não estavam mais ouvindo à Sua Voz, até que Gideão surge para mudar àquela situação de desânimo e humilhação em Israel.

Como Foi o Chamado de Gideão?

Houve um dia que Gideão estava muito revoltado com a opressão vivida e decide fazer algo diferente, que chamou a atenção de Deus:

Então o anjo do Senhor veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas.

Juízes 6:11

Gideão-Na-Bíblia-Trigo

O que chamou a atenção de Deus foi o fato de Gideão sair da caverna e tentar algo, pois o sentimento de revolta que havia nele fazia-o não aceitar mais aquela injustiça.

Deus sempre procurou líderes com esse sentimento de revolta dentro de si, que não aceitavam a injustiça e queriam uma revolução!

Então o anjo do Senhor lhe apareceu, e lhe disse: O Senhor é contigo, homem valoroso.

Juízes 6:12

Diante daquela atitude, Gideão ouve palavras bonitas do anjo do Senhor, como uma promessa futura de transformação.

Imagino que se fosse uma pessoa comum, louvaria, cantaria, agradeceria à Deus pela promessa recebida, mas Gideão não era um homem comum e a reação dele foi surpreendente:

Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o Senhor é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o Senhor subir do Egito? Porém agora o Senhor nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas.

Juízes 6:13

Revoltado com a situação, Gideão responde com um tom até agressivo, pois não aguentava mais ficar vivendo naquela humilhação.

Diante daquela resposta, Deus não o puni pela falta de reverência ou temor, mas confirma seu chamado:

Então o Senhor olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu?

Juízes 6:14

Gideão é convocado pelo próprio Deus para uma grande missão impossível!

O critério da escolha de Deus certamente não foi a condição, pois não havia nenhuma, mas foi o espírito de revolta e a atitude ousada de Gideão.

Embora inicialmente relutante, finalmente ele aceita o chamado se tornando um grande líder, lutando pela liberdade e proteção do seu povo.

Porque Gideão pediu prova a Deus?

Gideão questionou seu chamado pedindo por um sinal e prova de que realmente era a vontade de Deus que ele liderasse o exército de Israel contra os midianitas.

E ele disse: Se agora tenho achado graça aos teus olhos, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo.

Rogo-te que daqui não te apartes, até que eu volte e traga o meu presente, e o ponha perante ti. E disse: Eu esperarei até que voltes.

Juízes 6:17,18

Devido à tanto tempo ele estar vivendo naquele sofrimento, sua fé estava comprometida e também já estava cansado de ouvir tantas palavras.

Pois era muito comum o povo relembrar e falar das histórias de Moisés, e do grande livramento da escravidão no Egito.

O que Gideão estava ouvindo do anjo do Senhor era algo revolucionador e impossível, por isso pede a prova a Deus!

E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães ázimos de um efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs numa panela; e trouxe-lho até debaixo do carvalho, e lho ofereceu.

Juízes 6:19

Prontamente Gideão ofereceu uma prova de fé, pela prova de que Deus realmente era com ele naquela nova jornada rumo à vitória.

E o anjo do Senhor estendeu a ponta do cajado, que estava na sua mão, e tocou a carne e os pães ázimos; então subiu o fogo da penha, e consumiu a carne e os pães ázimos; e o anjo do Senhor desapareceu de seus olhos.

Juízes 6:21

Porque-Gideão-Pediu-Prova-A-Deus

Finalmente, Deus deu a Gideão a prova que ele precisava para seguir firme no seu chamado, mas Deus precisava provar Gideão também…

Qual foi o Sacrifício de Gideão?

Após a prova apresentada, Deus pede a Gideão um sacrifício muito desafiador, pois era necessário fazer 2 coisas, que colocaria a sua vida em risco:

E aconteceu naquela mesma noite, que o Senhor lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele.

Juízes 6:25

Primeiro, Gideão deveria pegar o boi que pertencia ao seu pai, boi de sete anos, que era o reprodutor e era a única reserva de alguma garantia futura da família.

Qual-Foi-O-Sacrifício-De-Gideão

Segundo, deveria derrubar o altar de Baal, que também era de seu pai, que certamente levantaria muitas questões e problemas entre todos os que criam naquele deus falso.

E edifica ao Senhor teu Deus um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque.

Juízes 6:26

Deus estava provando a Gideão, para provocar nele uma transformação interior, que ele vencesse o medo e fosse um líder corajoso, como de fato se tornou.

Então Gideão tomou dez homens dentre os seus servos, e fez como o Senhor lhe dissera; e sucedeu que, temendo ele a casa de seu pai, e os homens daquela cidade, não o fez de dia, mas fê-lo de noite.

Juízes 6:27

Gideão obedece a direção dada por Deus sacrificando o segundo boi de seu pai, desafiando não somente a família, mas todos os demais idólatras.

O que aconteceu após o sacrifício?

Logo após o sacrifício de Gideão se levanta uma grande perseguição contra ele, com intenção de morte:

Então os homens daquela cidade disseram a Joás: Tira para fora a teu filho; para que morra; pois derribou o altar de Baal, e cortou o bosque que estava ao pé dele.

Juízes 6:30

De madrugada os idólatras perceberam o sacrifício que Gideão tinha feito e se levantam contra ele em sua própria casa.

Diante daquela forte ameaça de morte, seu pai Joás, sabiamente propõe um desafio de vingança entre o próprio Baal e seu filho Gideão:

Porém Joás disse a todos os que se puseram contra ele: Contendereis vós por Baal? Livrá-lo-eis vós? Qualquer que por ele contender ainda esta manhã será morto; se é deus, por si mesmo contenda; pois derrubaram o seu altar.

Juízes 6:31

Foi exatamente aqui que Gideão começa a ser chamado de Jerubaal “Baal contenda contra ele”, pois derrubou o altar de Baal.

Além da perseguição sofrida e ter sua identidade alterada pelos idólatras de sua época, o mais importante acontece com Gideão: O Espírito do Senhor o revestiu! (Juízes 6:34)

Esse revestimento foi o fator determinante para Gideão ser transformado numa nova criatura, assumindo assim, o posto de líder de Israel contra os midianitas e seus aliados.

Gideão pede mais prova para Deus

Mesmo Deus já ter provado anteriormente com a resposta da oferta com o cabrito e os pães ázimos, Gideão ainda pede mais prova:

E disse Gideão a Deus: Se hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste,

Eis que eu porei um velo de lã na eira; se o orvalho estiver somente no velo, e toda a terra ficar seca, então conhecerei que hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste.

Juízes 6:36,37

Gideão não estava ainda acreditando que Deus o havia escolhido para uma missão tão importante.

Quantas vezes deixamos também de acreditar, que Deus nos escolheu?

Mas diante daquela prova, Deus o responde conforme o determinado e Gideão levantando-se de madrugada no dia seguinte, do orvalho que espremeu do velo, encheu uma taça de água.

Não satisfeito, pede novamente mais um sinal de Deus, desta vez o contrário:

E disse Gideão a Deus: Não se acenda contra mim a tua ira, se ainda falar só esta vez; rogo-te que só esta vez faça a prova com o velo; rogo-te que só o velo fique seco, e em toda a terra haja o orvalho.

Juízes 6:39

E Deus, pacientemente assim fez naquela noite, pois só o velo ficou seco, e sobre toda a terra havia orvalho, conforme o pedido de Gideão.

Gideão-Pede-Prova-Para-Deus

Após tais respostas de Deus, finalmente Gideão entende seu propósito e inicia a sua missão com todos os que tinham disposição para segui-lo.

Quem eram os 300 de Gideão na Bíblia?

Os 300 homens da história de Gideão na Bíblia são um grupo de soldados que Deus escolheu para lutar contra 135 mil soldados midianitas e aliados, que estavam fortemente armados.

Gideão juntamente com os homens convocados acamparam junto à fonte de Harode, de maneira que tinha o arraial dos midianitas para o norte, no vale, perto do outeiro de Moré.

Inicialmente, com a convocação realizada por Gideão, se apresentam 32 mil homens para a guerra, que vieram das tribos de Manassés, Zebulom, Aser e Naftali.

Esse número, que já não era uma grande quantidade diante do exército inimigo, foi reduzido para 10 mil homens, quando Deus dá a seguinte direção para Gideão:

Agora, pois, apregoa aos ouvidos do povo, dizendo: Quem for medroso e tímido, volte, e retire-se apressadamente das montanhas de Gileade. Então voltaram do povo vinte e dois mil, e dez mil ficaram.

Juízes 7:3

Mais da metade dos homens convocados retrocederam, mas ainda era muito e Deus fez outra prova para separar apenas os escolhidos, que iriam para à peleja:

E fez descer o povo às águas. Então o Senhor disse a Gideão: Qualquer que lamber as águas com a sua língua, como as lambe o cão, esse porás à parte; como também a todo aquele que se abaixar de joelhos a beber.

Juízes 7:5

Diante daquela prova, a fim de demonstrar que a vitória não dependia da força humana, mas sim da ajuda divina, sobraram apenas 300 homens para lutar.

Quem-Eram-Os-300-De-Gideão-Na-Bíblia

Com a ajuda de Deus, os 300 homens liderados por Gideão derrotaram os midianitas com seus aliados e libertaram o povo de Deus da opressão.

Qual foi a Missão de Gideão?

Podemos resumir que Deus confiou 2 missões principais e importantes, que transformaram a história de Israel:

  1. Derrubar os altares dos deuses;
  2. Livrar o povo de Israel das mãos dos midianitas.

Como Gideão e 300 homens venceram os Inimigos?

Matematicamente seria algo totalmente impossível, pois seria uma batalha de 300 homens contra 135 mil, ou seja, seria 450 soldados midianitas para cada homem israelita.

Na bíblia diz, que os midianitas, os amalequitas, e todos os filhos do oriente jaziam no vale como gafanhotos em multidão e eram inumeráveis os seus camelos, como a areia que há na praia do mar.

Porém Deus já tinha preparado tudo e só precisava da fé e obediência daqueles pouco 300 homens.

Então dividiu os 300 homens em três companhias e deu-lhes a cada um, nas suas mãos, buzinas, e cântaros vazios, com tochas neles acesas.

Chegou Gideão com cem homens ao extremo do arraial, ao princípio da vigília da meia-noite, havendo sido de pouco trocadas as guardas, então partiram para o ataque:

Assim tocaram as três companhias as buzinas, e quebraram os cântaros; e tinham nas suas mãos esquerdas as tochas acesas, e nas suas mãos direitas as buzinas, para tocarem, e clamaram: Espada do Senhor, e de Gideão.

Juízes 7:20

Tocando, pois, os 300 as buzinas, houve uma grande confusão e apavoro dos inimigos, então Deus tornou a espada de um contra o outro e isto em todo o arraial.

Como-Gideão-E-300-Homens-Venceram

Alguns fugiram para Zererá, até Bete-Sita, até aos limites de Abel-Meolá, acima de Tabate.

Então os homens de Israel, de Naftali, de Aser e de todo o Manassés foram convocados para perseguirem os midianitas.

Ali prenderam e mataram dois príncipes dos midianitas: Orebe e Zeebe.

Depois perseguiram os reis dos midianitas que tinham fugidos da batalha e os capturaram, os executando:

Então disseram Zeba e Salmuna: Levanta-te, e acomete-nos; porque, qual o homem, tal a sua valentia. Levantou-se, pois, Gideão, e matou a Zeba e a Salmuna, e tomou os ornamentos que estavam nos pescoços dos seus camelos.

Juízes 8:21

Qual foi o erro de Gideão?

Logo após a gloriosa vitória contra os inimigos, Gideão foi colocado em uma cilada da parte dos próprios filhos de Israel:

Então os homens de Israel disseram a Gideão: Domina sobre nós, tanto tu, como teu filho e o filho de teu filho; porquanto nos livraste da mão dos midianitas.

Juízes 8:22

Uma proposta tentadora para alguém que nunca teve nada na vida, mas Gideão responde de forma bonita e correta:

Porém Gideão lhes disse: Sobre vós eu não dominarei, nem tampouco meu filho sobre vós dominará; o Senhor sobre vós dominará.

Juízes 8:23

Gideão de início rejeita a ideia de ser rei, pois tinha consciência que somente alguém escolhido e consagrado deveria ocupar tal posição.

Pois tinha a consciência, que Deus o havia escolhido para libertar o povo e não para reinar sobre eles.

Até então parecia estar tudo sob controle, pois ele remeteu toda a glória à Deus, repudiando a monarquia em Israel, mas logo em seguida comete o erro:

E disse-lhes mais Gideão: Uma petição vos farei: Dá-me, cada um de vós, os pendentes do seu despojo

Juízes 8:24

Após o pedido realizado, todo o povo se colocaram à disposição e trouxeram de tudo do bom e melhor.

O problema que antes era com os midianitas passa a ser com os próprios israelitas, pois antes a ameaça era a opressão, agora era a bajulação.

Com aquele pedido, Gideão mostra não estar interessado em ser rei sobre Israel, mas desejava as riquezas dos reis pagãos para si.

Com todas àqueles presentes apresentados, Gideão erra gravemente:

E fez Gideão dele um éfode, e colocou-o na sua cidade, em Ofra; e todo o Israel prostituiu-se ali após ele; e foi por tropeço a Gideão e à sua casa.

Juízes 8:27

Éfode era uma sagrada veste sacerdotal e ao colocar na cidade de Ofra, acabou criando um “amuleto” ou novo “ídolo” para Israel.

Qual-Foi-O-Erro-De-Gideão-Éfode

Como consequência o povo se prostitui espiritualmente, voltando à pratica da idolatria e se esquecendo de todo o livramento dado por Deus.

A morte de Gideão

Na bíblia não trás detalhes de como foi exatamente, mas afirma que Gideão morre em boa velhice e foi sepultado no sepulcro de seu pai Joás, em Ofra dos abiezritas.

Isso após ter tido muitas mulheres e concubinas, que geraram 70 filhos para ele.

Infelizmente, logo após a morte de Gideão, os filhos de Israel tornaram a se prostituir após os baalins e puseram a Baal-Berite por deus.

O Legado de Gideão

Gideão é lembrado como um dos heróis da fé, que confiou em Deus e liderou seu povo à vitória. Ele é um exemplo de coragem e fé, que mostrou aos israelitas que Deus estava com eles e que eles podiam confiar em sua liderança.

O legado de Gideão inspirou muitos líderes ao longo da história e continua a ser uma fonte de encorajamento e fortalecimento para aqueles que lutam por justiça e liberdade.

Além disso, a história de Gideão nos ensina sobre a importância da obediência a Deus.

Ele não apenas questionou a Deus, mas também seguiu as instruções que recebeu, mesmo que fossem incomuns e aparentemente irracionais.

Ele confiou em Deus e obedeceu, mesmo que isso significasse colocar sua vida em risco. Esse exemplo nos mostra que, quando seguimos a vontade de Deus, ele nos guia e nos protege.

O que aprendemos com Gideão?

A história de Gideão tem muitas lições que podemos aplicar em nossas vidas como cristãos.

Primeiramente, somos chamados por Deus para sermos líderes em nossas comunidades, famílias e em nossas próprias vidas.

Como ele, podemos ter medo ou relutância em assumir essa responsabilidade, mas devemos confiar em Deus e em sua capacidade de nos guiar e capacitar.

Além disso, a sua história nos ensina sobre a importância da obediência a Deus. Devemos seguir a vontade de Deus, mesmo que isso signifique sair da nossa zona de conforto e arriscar nossas vidas.

Pois quando confiamos em Deus e obedecemos a sua vontade, Ele nos guia e nos protege.

Por fim, a história de Gideão é um lembrete de que a nossa força vem de Deus.

Assim como Gideão liderou um pequeno exército, vencendo os poderosos midianitas com seus aliados, nós também podemos enfrentar e vencer nossos desafios!

Devemos confiar em Deus e lembrar que a nossa força vem Dele.

Conclusão

Gideão é um exemplo de um líder que confiou em Deus e liderou seu povo à vitória. Sua história é uma inspiração para todos nós que desejamos seguir a vontade de Deus e lutar por justiça e liberdade.

Que possamos aprender com o exemplo de Gideão e confiar em Deus em todas as áreas de nossas vidas.

Se você ficou curioso para saber mais sobre a história de outros personagens bíblicos que marcaram a história, continue acompanhando nossos estudos bíblicos clicando em: Personagens da Bíblia.

Lá, você encontrará diversos artigos e reflexões sobre homens e mulheres de Deus, que irão ajudá-lo(a) a compreender melhor as Escrituras e a aplicá-las em sua vida.

Não perca essa oportunidade de crescer na fé e no conhecimento de Deus!

Deus abençoe grandemente a sua vida!

Compartilhe e abençoe alguém também…

5 1 voto
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima