O que é Batismo de Fogo?

Batismo-De-Fogo

Podemos separar o batismo bíblico em 3: Batismo nas Águas, Batismo com o Espírito Santo e o Batismo de Fogo.

Há muitas interpretações e dúvidas recorrentes sobre o assunto, por isso vamos trazer a resposta neste artigo.

João Batista falou do Batismo de Fogo

O Batismo de Fogo é um processo, que todo cristão verdadeiro deve enfrentar logo após o Batismo com o Espírito Santo.

João Batista falou sobre isso momentos antes de realizar o Batismo nas Águas do Senhor Jesus:

“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.”

(Mateus 3:11)

Logo após o Senhor Jesus ser Batizado nas Águas acontece o Batizado com o Espírito Santo.

Um fato que é possível acontecer nos dias de hoje, porém não muito comum.

Assim que acontece esses 2 batismos, o próprio Espírito Santo o conduz para o Batismo de Fogo:

“Então foi conduzido Jesus pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.”

(Mateus 4:1)

A tentação enfrentada no deserto não foi fácil, mas totalmente necessária.

Jesus enfrentou dias muito difíceis sozinho, para que fosse provado, aprovado e aperfeiçoado espiritualmente.

Pois daria início a um grande ministério na terra que impactaria não apenas aquela geração, mas para sempre toda a humanidade.

E assim como Ele teve que passar pelo Batismo de Fogo, a sua igreja também necessitaria no futuro.

Batismo de Fogo da Igreja Primitiva

Logo após a descida do Espírito Santo no Dia de Pentecostes, houve um grande avivamento e ali começou o movimento espiritual, que mudaria completamente a humanidade.

Os Batizados com o Espírito Santo logo saíram e foram operando sinais e levando a mensagem do evangelho à toda criatura.

Porém, com isso, todos os discípulos e seguidores do Senhor Jesus enfrentaram grande perseguição, tanto do império Romano, como dos judeus.

A princípio a perseguição começou a vim por parte apenas dos judeus, que não aceitavam o cristianismo, por julgarem o Cristianismo como uma nova seita.

Diante desses muitos atritos, aconteceram as primeiras mortes trágicas pela fé em Cristo, a de Estevão e Tiago.

Um apedrejado até a morte e o outro decapitado.

Porém a maior perseguição ainda estava por vim por um imperador romano muito cruel.

O que Aconteceu em Roma?

Até que em Outubro de 54 d.C., o imperador Nero assume o Império Romano, que após 10 anos no poder, no dia 14 de Julho de 64 d.C. acontece uma tragédia, que traria a primeira perseguição à igreja.

Um grande incêndio acontece, que dura 6 dias e 7 noites, destruindo 10 das 14 regiões do Império Romano, onde 3 foram completamente destruídas.

Ninguém soube o motivo real do incêndio, possivelmente pela má conservação da cidade, mas alguns estavam atribuindo ao próprio imperador Nero, por suas atitudes serem sempre duvidosas e impulsivas.

O Imperador Nero percebe que muitos bairros onde habitavam os cristãos não foram atingidos pela destruição.

Para se livrar da culpa, aponta os cristãos como responsáveis pelo incêndio.

Ordenando um decreto: Que todo os cristãos deveriam ser perseguidos e mortos!

As mortes não eram escondidas ou rápidas, mas de forma pública e torturante.

Para mostrar o poder do império e intimar qualquer um que tentasse se opor.

Foi uma época difícil, pois muitos cristãos foram mortos injustamente.

Mas não negarem à sua fé em Jesus, garantindo a salvação eterna!

Alguns foram queimados vivos, feitos como “tochas humanas” ou “luminárias”.

Diante de toda a cidade e principalmente no jardim do imperador:

Batismo-De-Fogo-Igreja-Primitiva
Batismo de Fogo Igreja Primitiva

Alguns foram lançados nas arenas, uma delas muito conhecida foi o Coliseu de Roma, para serem devorados vivos por leões:

Batismo-De-Fogo-Coliseu-Roma
Batismo de Fogo Coliseu Roma

Um Período de Grande Batismo de Fogo

No primeiro século da igreja, os apóstolos Pedro e Paulo, foram martirizados.

Cruelmente um crucificado de cabeça para baixo e o outro decapitado respectivamente.

“E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.

Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos ao fio da espada; andaram vestidos de peles de ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados.”

(Hebreus 11:36,37)

Contasse a história, que quando soltavam os leões famintos nas arenas, muitos cristãos corriam rumo ao animal ansiosos para verem à Cristo após a morte.

Pois o foco era no prêmio eterno!

Prêmio celestial, que é muito mais precioso do que todos os tesouros dessa terra.

Também há relatos históricos de que nas arenas romanas, momentos antes da morte, os cristãos cantavam hinos louvando à Jesus pelo privilégio de morrer por Ele.

E diante de tantas provações e perseguições, o apóstolo Pedro escreve algumas cartas para as igrejas, encorajando-as a permanecerem firmes, segue abaixo um trecho de uma dessas cartas:

“Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse;

Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis.

Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus; quanto a eles, é ele, sim, blasfemado, mas quanto a vós, é glorificado.”

(1 Pedro 4:12-14)

Batismo de Fogo nos Dias de Hoje

Nos dias de hoje sabemos que em muitos países no mundo ainda existem perseguições fortíssimas contra os cristãos sob ameaça constante de morte.

Porém, atualmente, há muitos outros países que não existe esse tipo de perseguição, mas há perseguições dentro do circulo social, como: entre os familiares incrédulos, na vizinhança onde mora, no colégio onde estuda, entre os colegas de trabalho, na internet com as famosas “Fake News”, etc.

Mas todas as perseguições, provações, calúnias, injustiças e outras mais não é em vão, pois tudo o que Deus permite tem o seu propósito!

Porém, para que esse propósito se cumpra em nossas vidas, não podemos questionar à Deus no processo.

A confiança em Deus é fundamental nesse período, tendo a plena consciência de que Ele está no controle de tudo e sabe o melhor para cada servo.

Para que serve o Batismo com o Fogo?

Uma das funções que existe através do fogo é a purificação daquilo que é precioso, como por exemplo o ouro.

E para o ouro ser maleável é necessário a passagem pelo fogo!

Assim somos nós cristãos, Aleluia!

A purificação da fé vem com o objetivo de preparar o cristão para enfrentar provas maiores, e assim, Deus poder usá-lo de forma mais especial.

Deus precisa nos moldar, nos aperfeiçoar, para que então consiga nos usar da maneira que Ele quiser!

Que fique bem claro isso: Ele quiser!

Hoje em dia há muitas pessoas que querem ser usadas por Deus, porém aos moldes dela.

Como se Deus que tivesse de Se enquadrar aos padrões da pessoa e não o contrário.

Mas nunca foi assim, pois Deus não precisa de nenhum de nós, e sim nós, que dependemos e precisamos muitíssimo Dele.

Para nos guiar com muita sabedoria nessa terra e nos conduzindo à salvação eterna.

Portanto, precisamos estar preparados para o Batismo de Fogo.

Além de necessário para todo cristão é inevitável que aconteça.

Somente no fogo haverá o modelamento da fé e caráter, segundo ao propósito de Deus!

“E não somente isto, mas também nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz a paciência,

E a paciência a experiência, e a experiência a esperança.

E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado.”

(Romanos 5:3-5)

Você já passou pelo Batismo de Fogo?

Diante das histórias dos cristãos observamos toda dificuldade que passaram.

Pois foram histórias com muitas lágrimas nos olhos e muito sangue inocente derramado.

Por isso, não podemos nos acovardar diante das afrontas, humilhações, perseguições, injustiças, calúnias, difamações e etc.

O que a igreja hoje sofre, não se compara com o que nossos pais da fé tiveram que enfrentar.

Há uma orientação bíblica muito preciosa sobre isso:

“Não apagueis o Espírito.”

(1 Tessalonicenses 5:19)

O fogo do Espírito Santo não pode se apagar em nossos corações ou nos lugares que vivemos.

Vamos acender essa chama e incendiar nossas vidas com a de todos os que cruzarem nossos caminhos.

Pois uma pessoa acesa espiritualmente, pode também acender outras que estejam apagadas.

Vamos assumir a nossa fé viva, no Deus vivo e fazer com que essa palavra se cumpra:

“Faz dos seus anjos espíritos, dos seus ministros um fogo abrasador.”

(Salmos 104:4)

Não permita que os problemas enfrentados apague a chama que o Espírito Santo acendeu um dia em você.

Conserve essa chama com uma comunhão com Deus sempre fortalecida, fazendo parte dos que são íntimos de Deus!

Que Deus te abençoe acendendo essa chama do Espírito em seu coração!

Compartilhe e abençoe alguém também…

5 1 voto
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
2 Comentários
O mais novo
Mais antigo Mais Votados
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
João Batista
João Batista
8 meses atrás

Parabens, amei!

2
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima