2 Tipos de Jejum

2-Tipos-De-Jejum

Por mais que se tenha muitas maneiras de jejuar, podemos resumidamente separar em 2 tipos jejum.

Embora há uma grande variedade, como pão e água, legumes, dentre outros, tudo isso são subdivisões.

Na Bíblia vemos isso ao longo da história, pois tanto no Novo, como no Antigo Testamento, há vários exemplos de homens e mulheres de Deus, que praticaram o Jejum.

Neste artigo você entenderá de uma vez por todas os tipos de jejum bíblico

Quais são os Tipos de Jejum?

Basicamente existem 2 tipos de Jejum:

  1. Jejum Total;
  2. Jejum Parcial.

Cada um tem o seu devido valor, pois ambos são bíblicos, que ao longo da história trouxeram grandes respostas para todos àqueles que os praticaram.

Neste artigo você aprenderá apenas os tipos de jejum, mas caso deseja aprender a como jejuar, clique aqui e aprenda seguindo 3 etapas simples.

1° Tipo: Jejum Total

Jejum-Total

O Jejum Total é o mais conhecido e praticado, pois é aquele que a pessoa fica um período sem se alimentar e sem beber, absolutamente nada.

Esse período pode ser horas ou até dias, como foi o caso do Senhor Jesus, que ficou 40 dias em jejum total no deserto:

“E Jesus, cheio do Espírito Santo, voltou do Jordão e foi levado pelo Espírito ao deserto; E quarenta dias foi tentado pelo diabo, e naqueles dias não comeu coisa alguma; e, terminados eles, teve fome.” (Lucas 4:1,2)

Vale ressaltar que esse jejum foi sobrenatural, por ser 40 dias e não é aconselhável a realização

O tipo de jejum total é mais rígido, não sendo aconselhável se estender por muito tempo e nem por pessoas que estão sob tratamento médico.

Pois se exige muito do corpo e da saúde, necessitando estar fisicamente preparado (a).

Porém para quem está com a saúde em dia, é uma excelente opção.

2° Tipo: Jejum Parcial

Jejum-Parcial

O Jejum Parcial também é conhecido, porém muitas pessoas possuem dúvidas de como fazer de forma correta, para trazer os mesmos benefícios e resultados.

Mais indicado para quem pretende jejuar por vários dias ou por quem, devido a alguma limitação de saúde também deseja jejuar.

Temos o exemplo de Daniel que ficou 21 dias em jejum parcial, abstendo-se das iguarias do rei:

“Daniel propôs no seu coração não se contaminar com a porção das iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; portanto pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não se contaminar. Ora, Deus fez com que Daniel achasse graça e misericórdia diante do chefe dos eunucos.” (Daniel 1:8,9)

A decisão de Daniel foi algo ousado, pois ninguém poderia desprezar ou simplesmente ser indiferente com uma ordem do rei, mas ele tinha um propósito com Deus!

“Então disse Daniel ao despenseiro a quem o chefe dos eunucos havia constituído sobre Daniel, Hananias, Misael e Azarias: Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias, e que se nos dêem legumes a comer, e água a beber.” (Daniel 1:11,12)

Daniel realizou o Jejum Parcial por 21 dias, se alimentando apenas de legumes e bebendo água e Deus o abençoou.

Quais tipos de Jejuns Parciais?

Tratando do Jejum Parcial, não há um regra, que limita a sua realização de forma ordenada.

Porém dos mais conhecidos, temos 4 subdivisões:

  • Jejum de Pão e Água;
  • Jejum de Legumes;
  • Jejum de algum alimento que goste;
  • Jejum de algo que goste.

Lembre-se que sempre é necessário estar focando no propósito para com Deus e nunca num benefício pessoal, como por exemplo: dieta.

Qual Tipo de Jejum é Melhor?

Qual-Tipo-De-Jejum-É-Melhor

Não existe um tipo de jejum que é melhor do que o outro, pois o que define o resultado é a sua fidelidade no propósito pré-determinado desde o início.

Pois há quem se engane acreditando, que por exemplo, quanto mais horas de jejum, melhor!

Mas se não for realizado de forma espiritual e correta, não adianta nada!

Independente da quantidade de horas ou o tipo do jejum realizado, mantendo-se fiel durante o propósito trará a resposta desejada!

Conclusão

A prática do jejum é fundamental para a sobrevivência da fé cristã.

Pois um dos motivos da fraqueza espiritual de muitos cristãos nos dias de hoje é exatamente a falta dessa prática de jejuar, que é tão importante e fundamental como a oração e leitura bíblica diária.

O jejum é um tipo de sacrifício pessoal, que demonstra nossa fé, amor e total dependência ao Deus a quem buscamos.

Ou seja, se você é cristão e não está exercendo a prática do jejum, comece a partir de agora e certamente se fortalecerá espiritualmente e verá grandes respostas de Deus para a sua vida!

Que Deus te abençoe!

Compartilhe e abençoe alguém…

5 1 voto
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima