Os Íntimos de Deus - Pedro, Tiago e João. A Transfiguração.

Muitos creem em Deus, “seguem” à Ele, mas poucos são os Íntimos de Deus, ou seja, que de fato tem intimidade.

É como nos dias de hoje, por exemplo, muitos “seguem” alguém através das redes sociais, mas isso não significa que tal “seguidor” é uma pessoa íntima.

Outro exemplo é o fato de conhecermos muitas pessoas, mas nem com todas elas temos intimidade, não é verdade?

Com Deus não é diferente e nesse artigo você entenderá, como se tornar um Íntimo de Deus.

Como ser Íntimo de Deus?

Deus nunca fez e nunca fará acepção de pessoas, pois veio para salvar toda a humanidade:

E, abrindo Pedro a boca, disse: Reconheço por verdade que Deus não faz acepção de pessoas; Atos 10:34

Embora Ele trate todos igualmente, com respeito a salvação, notamos que Jesus tinha seus íntimos.

Não eram todos e nem a maioria, mas poucos e hoje não é diferente, pois há um preço a ser pago.

Na Bíblia, principalmente no evangelhos, é possível termos essa percepção.

Podemos separar 3 grupos de pessoas:

  1. Os Seguidores;
  2. Os Amigos;
  3. Os Íntimos de Deus.

Descubra nesse artigo, qual desses grupos você pertence e seja um Íntimo de Deus!

1. Os Seguidores

Íntimos de Deus-Seguidores-De-Jesus

Ao longo do ministério de Jesus houve muitos seguidores que estavam presentes em grandes milagres, como ocorreu certa vez no Mar da Galileia:

E Jesus, ouvindo isto, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, apartado; e, sabendo-o o povo, seguiu-o a pé desde as cidades.

E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos.

E, sendo chegada a tarde, os seus discípulos aproximaram-se dele, dizendo: O lugar é deserto, e a hora é já avançada; despede a multidão, para que vão pelas aldeias, e comprem comida para si.

Jesus, porém, lhes disse: Não é mister que vão; dai-lhes vós de comer.

Então eles lhe disseram: Não temos aqui senão cinco pães e dois peixes.

E ele disse: Trazei-mos aqui.

E, tendo mandado que a multidão se assentasse sobre a erva, tomou os cinco pães e os dois peixes, e, erguendo os olhos ao céu, os abençoou, e, partindo os pães, deu-os aos discípulos, e os discípulos à multidão.

E comeram todos, e saciaramse; e levantaram dos pedaços, que sobejaram, doze alcofas cheias.

Mateus 14:13-20

Ali havia milhares de pessoas, que logo após desfrutar de tamanho milagre, grande parte começou à seguir Jesus em outras várias ocasiões também.

Tais seguidores não tinham responsabilidades dentro do ministério de Jesus, mas estavam sempre presenciando milagres e ouvindo Seus ensinamentos.

Seguiam sempre em busca de algum benefício próprio e Jesus numa certa ocasião percebeu isso:

Jesus respondeu-lhes e disse: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais, não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes.

Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do homem vos dará; porque a este o Pai, Deus, o selou.

João 6:26,27

Os Seguidores nos Dias de Hoje:

São aqueles que não querem compromissos, não se preocupam tanto em dar, mas sim em receber.

Se preocupam somente consigo, com seus problemas, com seus objetivos pessoais, mas pouco ou nada se importam com o próximo.

São dependentes de profecias, orações de terceiros e orientações constantes, pois não conseguem caminhar sozinhos na fé.

Não querem lutar pelas almas sofridas, não querem arriscar as suas vidas, não querem se envolverem tanto.

Seguidores conhecem as histórias, mas não fazem história, pois em suas vidas não acontecem grandes maravilhas ou experiências gloriosas com Deus.

A maioria dos que se dizem crer em Jesus são apenas seguidores e esse é o motivo de muitas igrejas estarem vazias, pois poucos que abraçam à causa do verdadeiro evangelho.

2. Os Amigos

Íntimos-De-Deus-Amigos-De-Jesus

Dos milhares de seguidores que Jesus tinha, apenas 12 eram seus amigos, que eram seus discípulos: Mateus, Pedro, Tiago, João, André, Filipe, Judas Iscariotes, Tomé, Tiago (filho de Alfeu), Bartolomeu, Judas Tadeu e Simão.

Esses não apenas seguiam Jesus, mas ajudavam diretamente em seu ministério.

Com isso recebiam ensinamentos e orientações únicas, que os seguidores não recebiam.

Tinham experiências especiais, tais como:

  • Quando Jesus Anda por Sobre as Águas;
  • Quando Jesus Acalma a Tempestade;
  • Quando Jesus Amaldiçoa a Figueira.
  • Quando Jesus Celebra a Santa Ceia;

Os Amigos tinham como missão e responsabilidade ser semelhante à Jesus, tanto em seu caráter, como no ministério.

Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando.

Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.

Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos nomeei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

João 15:14-16

Amigos são disciplinados, corrigidos, repreendidos, mas preparados para grandes responsabilidades divinas e recebem maior condição espiritual para ajudar o próximo.

Os Amigos de Deus nos Dias de Hoje:

São aqueles que não se acomodam em ficarem sentados “esquentando os bancos” das igrejas.

Entenderam que Deus conta com eles para espalhar e divulgar o evangelho por todo o mundo.

Assumem tal responsabilidade e se dedicam, não apenas para si, muito mais para o o próximo.

Quem é amigo de Deus está sempre por perto à disposição para servi-Lo de alguma forma.

3. Os Íntimos de Deus

Os-Íntimos-De-Deus-A-Transfiguração

Dos 12 discípulos apenas 3 eram os Íntimos: Pedro Tiago e João.

Somente eles desfrutaram de revelações e experiências exclusivas, como certa vez aconteceu no monte alto, a Transfiguração:

Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,

E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.

E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.

E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.

E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo.

E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo.

E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus.

E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos.

Mateus 17:1-9

Nesta ocasião Jesus poderia ter levado os 12 discípulos, mas levou apenas os 3, pois somente quem é íntimo de Deus está disposto a subir montes e sacrificar sem questionar ou desistir.

Esses estavam devidamente preparados para tamanhas revelações e experiência com Deus.

Eles viram o que nenhum ser humano havia visto, uma experiência gloriosa com o poder de Deus.

Em outro momento muito exclusivo de muita dor e dificuldade, Jesus levou somente os 3 novamente:

Então chegou Jesus com eles a um lugar chamado Getsêmani, e disse a seus discípulos: Assentai-vos aqui, enquanto vou além orar.

E, levando consigo Pedro e os dois filhos de Zebedeu, começou a entristecer-se e a angustiar-se muito.

Então lhes disse: A minha alma está cheia de tristeza até a morte; ficai aqui, e velai comigo.

Mateus 26:36-38

Jesus estava passando o momento mais difícil de toda à sua vida neste mundo, pois estava prestes a ser entregue à morte na cruz.

Porque Jesus levou apenas os 3 novamente?

Num leito de dor, prestes à morrer, quem normalmente os médicos chamam para acompanhar?

Qualquer seguidor? Qualquer Amigo? Não!

É chamado somente que é íntimo, quem realmente tem intimidade, quem realmente entende, quem ama de todo o coração!

Os Íntimos de Deus nos Dias de Hoje:

São aqueles que Jesus separa para revelações exclusivas e únicas.

Que estão dispostos a dar um “passo à mais” na caminhada com Jesus.

Quem não tem medo de sacrificar seu querer, suas vontades, seu tempo, sua própria vida por Jesus!

Pedro, de medroso foi o mais corajoso dos discípulos, se entregando totalmente à causa do evangelho, onde foi fundada a igreja.

Tiago foi o primeiro apóstolo a morrer por Jesus, foi fiel e servo até à morte, o primeiro mártir dos discípulos, morto por espada.

João foi àquele que recebeu a maior de todas as revelações da bíblia sagrada: o Apocalipse!

Conclusão

Para se tornar um íntimo de Deus é preciso ter a disposição de sacrificar, de viver uma vida de sacrifícios diários.

Fácil não é, simples também não, mas é necessário para quem realmente quer ser um íntimo de Deus aqui na terra.

Viver em santidade é o que faz a diferença na comunhão com Deus, pois a maioria não faz isso.

Estamos num mundo cada vez mais corrompido com a imoralidade, depravação, malícia, ódio e precisamos nos separar de tudo isso e outras coisas mais.

Deus está a procura dos seus íntimos na Terra, para revelar seus segredos, mistérios espirituais:

O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança.

Salmos 25:14

Quando temos intimidade com alguém é exatamente isso que acontece, dividimos e compartilhamos segredos que são exclusivos.

Seja um íntimo de Deus e desfrute da maravilhosa presença Dele todos os dias de sua vida

Que Deus te abençoe grandemente!

Compartilhe e abençoe alguém também…

0 0 votos
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima