Quem Você é Diante de Deus? Peregrino ou Andarilho?

Quem-Você-É-Diante-De-Deus-Peregrino-Ou-Andarilho

Estamos trilhando numa curta jornada neste mundo, onde a qualquer momento chegaremos em um destino final, mas quem você é diante de Deus? Peregrino ou Andarilho?

Descubra neste artigo, quem você tem sido até hoje e aprenda o caminho rumo ao destino da Nova Jerusalém: O Reino dos Céus!

Peregrino ou Andarilho?

Primeiramente é preciso saber a diferença entre um Peregrino e um Andarilho:

Um Peregrino é aquele que está caminhando rumo a um lugar santo e especial, certo dos seus passos, focado no seu objetivo final, até que finalmente chega com muita alegria.

Um Andarilho é aquele que está caminhando sem destino algum, incerto nos seus próprios caminhos, anda errante, sem responsabilidade ou foco no que realmente deseja, enfim chegando à lugar nenhum.

Espiritualmente você será um desses dois, qual você têm sido?

Os Peregrinos Espirituais

Os-Peregrinos-Espirituais

Na Bíblia temos o apóstolo Pedro, em uma de suas epístolas escreve sobre os peregrinos:

“¹¹ Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma;

¹² Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem.”

(1 Pedro 2:11,12)

Nitidamente nota-se algumas características básicas de um peregrino espiritual, pois é aquele que:

  • Se Abstêm das Concupiscências da Carne;
  • Glorificam à Deus pelas Boas Obras.

Doutra feita o Senhor Jesus afirmou algo glorioso diante dos fariseus hipócritas:

“Respondeu Jesus, e disse-lhes: Ainda que eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho é verdadeiro, porque sei de onde vim, e para onde vou; mas vós não sabeis de onde venho, nem para onde vou.”

(João 8:14)

Além das características já apontadas, notamos a exemplo do Senhor Jesus, que o peregrino espiritual sabe muito bem para onde está indo.

Os Peregrinos de Jerusalém

Todos os ano, Israel recebia milhares de peregrinos em Jerusalém, para as suas festas judaicas, em especial: Festa da Páscoa, Festa dos Tabernáculos e a Festa de Pentecostes.

Onde milhares de judeus nas regiões ao redor, preparavam as suas bagagens para uma peregrinação rumo ao Templo de Deus em Jerusalém.

Sabemos que não era uma viagem simples, pois naquela época não havia os automóveis que possuímos nos dias de hoje.

A caminhada era difícil e muita das vezes era necessário atravessar o deserto, em outras, passar por vales perigosos.

Mas todo esforço era recompensado, quando se chegava à cidade santa!

Na Bíblia temos uma sequência muito interessante, dos Salmos 120 ao 134.

São 15 Salmos nomeados como:

  • Os “Cânticos dos Degraus” (Bíblia Tradução ACF);
  • Os “Cânticos de Romagem” (Bíblia Tradução ARA).
  • Os “Cânticos Graduais” (Bíblia Tradução Reina Valera)

Que é uma sequência de salmos cantados pelos peregrinos nessas viagens rumo a Jerusalém.

4 Revelações para os Peregrinos de Deus

Nos primeiros 4 Salmos (dos 15 Cânticos dos Degraus), há 4 Revelações para os Peregrinos de Deus:

  1. Salmos 120 – A Habitação do Peregrino;
  2. Salmos 121 – O Caminho do Peregrino;
  3. Salmos 122 – O Destino do Peregrino;
  4. Salmos 123 – O Caráter do Peregrino.

1. Salmos 120 – A Habitação do Peregrino

A-Habitação-Do-Peregrino

A habitação do peregrino nunca foi fácil, pois está entre muitos que não querem ir para onde ele está indo.

“¹ Na minha angústia clamei ao SENHOR, e me ouviu.

² Senhor, livra a minha alma dos lábios mentirosos e da língua enganadora.

³ Que te será dado, ou que te será acrescentado, língua enganadora?

⁴ Flechas agudas do poderoso, com brasas vivas de zimbro.

⁵ Ai de mim, que peregrino em Meseque, e habito nas tendas de Quedar.

⁶ A minha alma bastante tempo habitou com os que detestam a paz.

⁷ Pacífico sou, mas quando eu falo já eles procuram a guerra.”

(Salmos 120:1-7)

Com isso aparecem os “lábios mentirosos” e as “línguas enganadoras”, para tentarem de alguma maneira, influenciar o peregrino a “mudar de rota”.

Alguns se perderam, justamente por darem ouvidos à essas pessoas usadas pelo inimigo.

Ainda mais nos dias de hoje, onde as palavras podem ser, não apenas falada, mas escrita e transmitida facilmente pela internet.

De nada adianta evitar dar ouvidos às pessoas ao seu redor, presencialmente, se virtualmente não há a mesma ou até maior vigilância.

Pois nossos ouvidos precisam estarem expostos ou abertos, às Palavras de Deus, que são verdade e vida para a nossa alma.

2. Salmos 121 – O Caminho do Peregrino

O-Caminho-Do-Peregrino

Durante a peregrinação, havia muitas passagens nos vales entre os montes, ou seja, lugar perfeito para ladrões de estrada ou salteadores.

“¹ Levantarei os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro.

² O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra.

³ Não deixará vacilar o teu pé; aquele que te guarda não tosquenejará.

⁴ Eis que não tosquenejará nem dormirá o guarda de Israel.

⁵ O Senhor é quem te guarda; o Senhor é a tua sombra à tua direita.

⁶ O sol não te molestará de dia nem a lua de noite.

⁷ O Senhor te guardará de todo o mal; guardará a tua alma.

⁸ O Senhor guardará a tua entrada e a tua saída, desde agora e para sempre.”

(Salmos 121:1-8)

Muitos peregrinos eram pessoas simples e não tinham um guarda pessoal para guardar a sua vida e todos os seus pertences.

Aliás, muitos até carregavam suas ofertas e sacrifícios, que iriam apresentar no Templo de Deus em Jerusalém.

Diante de tamanho perigo real, eles vigiavam os montes, mas confiavam no Guarda de Israel.

Na caminhada rumo à Nova Jerusalém precisamos confiar na guarda de Deus, mas também vigiarmos à todo o tempo, pois o diabo quer roubar a nossa alma!

Muitos peregrinos tropeçam nas pedras no meio do caminho q acabam caindo porque só vigiaram os montes.

Além dessa vigilância, também é preciso vigiar onde se coloca os pés.

Por onde você tem andado?

Onde você tem colocado os seus pés?

Está de fato no caminho certo ou é preciso retomar de rota?

3. Salmos 122 – O Destino do Peregrino

O-Destino-Do-Peregrino

A maior alegria do Peregrino de Deus é estar na Casa de Deus!

“¹ Alegrei-me quando me disseram: Vamos à casa do Senhor.

² Os nossos pés estão dentro das tuas portas, ó Jerusalém.

³ Jerusalém está edificada como uma cidade que é compacta.

⁴ Onde sobem as tribos, as tribos do Senhor, até ao testemunho de Israel, para darem graças ao nome do Senhor.

⁵ Pois ali estão os tronos do juízo, os tronos da casa de Davi.

⁶ Orai pela paz de Jerusalém; prosperarão aqueles que te amam.

⁷ Haja paz dentro de teus muros, e prosperidade dentro dos teus palácios.

⁸ Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti.

⁹ Por causa da casa do Senhor nosso Deus, buscarei o teu bem.”

(Salmos 122:1-9)

Se você é uma pessoa que vai a uma igreja, porém não com alegria, mas como uma “obrigação”, isso é um péssimo sinal…

Pois, não há lugar mais feliz nessa terra para o Peregrino de Deus, do que estar na Casa de Deus.

Afinal, é o lugar de oração, aprendizado, louvor e adoração.

Onde também se oferta e se sacrifica totalmente no altar.

Outra coisa muito importante a destacar é o que está neste último versículo: Buscarei o Teu bem!

Pois todo peregrino busca o bem de Deus, que consiste em estar de bem com Ele e com todos ao seu redor.

Com isso, todos os que se aproximam do peregrino se sentem bem, pois suas palavras, suas atitudes, seu comportamento, enfim, tudo faz bem!

4. Salmos 123 – O Caráter do Peregrino

O-Caráter-Do-Peregrino

O caráter do Peregrino de Deus é de servo:

“¹ A ti levanto os meus olhos, ó tu que habitas nos céus.

² Assim como os olhos dos servos atentam para as mãos dos seus senhores, e os olhos da serva para as mãos de sua senhora, assim os nossos olhos atentam para o SENHOR nosso Deus, até que tenha piedade de nós.

³ Tem piedade de nós, ó Senhor, tem piedade de nós, pois estamos assaz fartos de desprezo.

⁴ A nossa alma está extremamente farta da zombaria daqueles que estão à sua vontade e do desprezo dos soberbos.”

(Salmos 123:1-4)

No mundo antigo era muito comum os servos estarem sempre à disposição de seus senhores.

Porém o servo não encarava olho à olho de seu senhor.

Ele estava sempre atento as suas mãos.

Não precisava o seu senhor falar nada, pois apenas com um simples sinal, que o servo já sabia o que deveria fazer.

Assim é o caráter do Peregrino de Deus, pois está sempre atento aos sinais que seu Senhor o mostra.

Pois Deus nem precisa nem falar nada, apenas com os sinais os servos já sabem da Sua Vontade e com prontidão obedecem!

Conclusão

Diante dessa mensagem de salvação, quem você tem sido? Peregrino ou Andarilho?

Seja um Peregrino de Deus, para que no final dessa jornada breve, chamada vida, possa ter um encontro maravilhoso com o seu Senhor.

Senão, pode ter uma surpresa muito desagradável no final… Pense Nisso!

Que Deus abençoe a sua vida!

Compartilhe e abençoe alguém também…

0 0 votos
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima