O Que A Bíblia Fala Sobre O Ano Novo?

Dia 1 de janeiro, uma data que marca o início de um novo ciclo, cheio de oportunidades e desafios, mas o que a Bíblia fala sobre o Ano Novo?

Como devemos celebrar essa data de acordo com os princípios bíblicos?

E qual é a mensagem de Deus para nós, nessa época tão especial?

Neste artigo, vamos explorar essas questões e ver como podemos aproveitar o Ano Novo para crescermos na fé, na esperança e no amor.

Como era o Ano Novo nos Tempos Bíblicos?

Como-Era-O-Ano-Novo-Nos-Tempos-Bíblicos

Na Bíblia, temos a celebração do Ano Novo Judaico, que é mencionada pela primeira vez, no livro de Levítico 23:23-25:

“Disse mais o Senhor a Moisés: Fala aos filhos de Israel, dizendo: No sétimo mês, ao primeiro do mês, tereis descanso, memorial com sonido de trombetas, santa convocação.”

Popularmente conhecido hoje em dia como, “Rosh Hashanah” (ראש השנה), essa celebração marca o início do Ano Novo no calendário judaico ou milenar, que é no sétimo mês, o Tishrei.

Normalmente em época de outono do hemisfério norte, no mês de setembro ou outubro no calendário gregoriano.

Isso porque o calendário judaico em relação ao calendário gregoriano, há muitas variações, a ponto de terem anos que possuam 13 meses.

Pois os anos judaicos são solares e os meses lunares, diferente do calendário gregoriano, onde a variação ocorre apenas de quatro em quatro anos, com um pequeno acréscimo de um dia, ano chamado de bissexto.

A palavra “Rosh Hashanah” significa literalmente “Cabeça do Ano” em hebraico, sendo o início do ano novo civil para o povo judeu, com um tempo de reflexão, arrependimento e celebração.

Além disso, é associado ao conceito de “Yom HaDin” ou “Dia do Julgamento“, pois credita-se que Deus julga as ações de cada pessoa no ano que passou.

Há várias práticas específicas associadas a estas festividades, que são descritas nas tradições judaicas e rabínicas, que foram desenvolvidas posteriormente, como o Talmude.

Como o toque do shofar (um instrumento de sopro feito de chifre de carneiro), que simboliza despertar espiritual, arrependimento e renovação.

Mas depois dessa celebração, é seguido pelo dia mais importante para os judeus, o Yom Kipur, que traduzindo é: Yom (יוֹם) “dia” e Kippur (כִּפּוּר) “expiação”.

Um período de jejum e oração, dedicado à reconciliação e perdão, concluindo as festividades dos Dez Dias de Arrependimento judaico.

Ainda praticado nos dias de hoje, tudo fica parado em todo o país, sendo uma das festividades mais significativas.

Pois muitos judeus participam também de serviços religiosos na sinagoga, ouvem o som do shofar, fazem orações especiais, e compartilham refeições festivas com familiares e amigos.

Como Era o Ano Novo na Igreja Primitiva?

Como-Era-O-Ano-Novo-Na-Igreja-Primitiva

Já no Novo Testamento, não temos nenhuma indicação na Bíblia, sobre como os cristãos da Igreja Primitiva interpretavam Ano Novo.

Pois não há qualquer indício de que os primeiros cristãos realizavam cultos ou se reuniam na celebração da passagem de um ano para outro.

Portanto, podemos concluir que não há uma forma correta ou errada de celebrar o Ano Novo, na perspectiva bíblica, para os cristãos.

Contudo, o mais importante é entender, que esse “evento” é uma oportunidade maravilhosa dada por Deus para se fazer grandes coisas!

Ou seja, mesmo que a celebração do Ano Novo foi um costume desenvolvido ao longo de muitos séculos, com a mistura de várias culturas e costumes, nós cristãos, também podemos nos unir em propósito com Deus nesta data.

Seja numa igreja ou numa comunidade cristã, todos nós podemos também consagrar Ano Novo, com todos os seus dias, para o nosso Senhor.

Pois, quando priorizamos a Deus, acima de tudo e de todos, expressamos o nosso reconhecimento, temor, gratidão e a honra para Ele!

Qual é a mensagem de Deus para nós nesse Ano Novo?

A Bíblia nos revela, que Deus tem um plano perfeito e soberano para a nossa vida:

“¹⁸ Não vos lembreis das coisas passadas, nem considereis as antigas.

¹⁹ Eis que faço uma coisa nova, agora sairá à luz; porventura não a percebeis? Eis que porei um caminho no deserto, e rios no ermo.

²⁰ Os animais do campo me honrarão, os chacais, e os avestruzes; porque porei águas no deserto, e rios no ermo, para dar de beber ao meu povo, ao meu eleito.

²¹ A esse povo que formei para mim; o meu louvor relatarão.

(Isaías 43:18-21)

Esse plano não depende das circunstâncias externas, mas da vontade e do propósito de Deus para nós!

No entanto, para conhecermos e cumprirmos esse plano, precisamos estar alinhados com Deus e obedecer à sua voz.

Pois precisamos também estar dispostos a renunciar ao nosso eu e seguir a Jesus (Lucas 9:23).

E o Ano Novo é uma ótima oportunidade para fazermos isso!

Pois podemos aproveitar esse momento, para nos arrependermos dos nossos pecados e nos reconciliarmos com Deus.

Mas também com o próximo, e nos comprometermos a viver uma vida que agrada a Deus.

A mensagem de Deus para nós no Ano Novo é que ele nos ama, nos perdoa, nos restaura, nos capacita e nos envia.

Pois Ele quer que sejamos seus filhos, seus amigos, seus servos, seus embaixadores e seus cooperadores.

Também Ele deseja que sejamos como o sal da terra, que façamos diferença no mundo, que anunciemos o seu Reino e que glorifiquemos o Seu Nome.

Que o Deus nos abençoe o seu Ano Novo e em todos os dias da nossa vida!

Compartilhe e abençoe alguém também…

5 1 voto
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima