A Parábola do Rico e Lázaro

A-Parábola-Do-Rico-E-O-Lázaro

A Parábola do Rico e Lázaro contada por Jesus nos trás grande temor e tremor com respeito à eternidade da alma.

Pois revela muito sobre os mistérios espirituais que acontecem após a morte.

Leia esse artigo e entenda com detalhes, revelações marcantes através dessa narrativa registrada por Lucas.

O que a Bíblia diz sobre o Rico e Lázaro?

A Parábola do Rico e Lázaro, é encontrada na bíblia, no Evangelho de Lucas, capítulo 16, versículos 19 a 31.

Nesta parábola, Jesus nos ensina importantes lições sobre justiça, misericórdia e a importância das escolhas em vida.

Pois conta a história de um homem Rico que vivia luxuosamente e um mendigo chamado Lázaro, que estava deitado à sua porta coberto de chagas.

Mas a miséria em que o mendigo Lázaro vivia era tanta, que desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico.

Também conta que os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.

Porém o homem Rico não demonstrava compaixão por Lázaro e não o ajudava, em nada.

Embora se vestia de púrpura e linho finíssimo, vivendo de forma regalada e esplêndida.

Mas ambos morrem: Lázaro é levado por anjos para o “seio de Abraão”, enquanto o homem Rico é enviado para o inferno, onde sofre tormentos.

Portanto, no inferno, o Rico vê Lázaro no seio de Abraão e implora por alívio.

Pois as chamas eram tão fortes, que implora para que molhasse na água a ponta do seu dedo, para que refrescasse a sua língua.

Porém havia um grande abismo entre os dois, impossibilitando totalmente de, um passar para o lugar do outro.

Então, o Rico pede a Abraão que envie Lázaro de volta à Terra para avisar seus cinco irmãos sobre o tormento que os espera, na esperança de que se arrependam.

Pois não queria que sua família fosse para o mesmo lugar em que estava.

Porém Abraão responde que eles têm os profetas e as escrituras para guiá-los.

E se não derem ouvidos à esses, também não se deixarão persuadir, mesmo por alguém que ressuscitasse dos mortos.

Para conferir o texto original na Bíblia, na versão ACF (Almeida Corrigida Fiel), clique aqui.

O que era a Púrpura e Linho Fino, que o Rico da Parábola se vestia?

O-Que-Era-A-Púrpura-E-Linho-Fino-Que-O-Rico-Da-Parábola-Se-Vestia

A “púrpura” e o “linho fino” mencionados na Parábola do Rico e Lázaro, eram materiais de vestuário que refletiam riqueza e luxo, nos tempos bíblicos.

Com isso, é expressado o forte poder aquisitivo do Rico mencionado nessa parábola.

O que era a Púrpura?

A púrpura era uma cor de tecido altamente valorizada e cara na antiguidade, um traje digno de realeza.

Pois ela era obtida a partir de moluscos marinhos, especialmente o molusco conhecido como “Murex”, que secretava um líquido cor púrpura.

Por causa desse processo de extração ser trabalhoso, seu valor se tornava caríssimo.

Ou seja, a púrpura era considerada um símbolo de grande status e muita riqueza.

Roupas de púrpura eram usadas por pessoas de alta posição social, como reis, nobres e pessoas muito ricas.

O que era o Linho Fino?

O linho fino era um tipo de tecido de linho de alta qualidade, luxuoso e muito valioso.

Pois era obtido a partir da fibra da planta de linho e era conhecido por sua suavidade, resistência e durabilidade.

Portanto era frequentemente usado para roupas nobres e era um símbolo de elegância, além da riqueza, que indicava alto grande status social.

6 Lições da Parábola do Rico e Lázaro

6-Lições-Da-Parábola-Do-Rico-E-Lázaro

Aprenda 6 Lições da Parábola do Rico e Lázaro, que podem nos alertar muito sobre o que Jesus estava ensinando sobre a vida após a morte.

Segue abaixo uma lista que certamente lhe abençoará grandemente:

1. Importância das Escolhas Terrenas:

A parábola destaca que nossas ações e escolhas momentâneas na vida terrena têm consequências eternas.

O Rico, por exemplo, foi totalmente negligente em relação a Lázaro, mesmo estando às suas portas de sua casa.

Portanto, enquanto muitos agem com muita irresponsabilidade, pensando que a vida é apenas nessa terra, nós que cremos na Palavra de Deus agimos diferente.

Pois sabemos que tudo o que plantarmos nessa vida, colheremos também, após ela!

2. A Justiça Divina:

A parábola também ilustra muito bem a justiça divina, que nunca falha.

Pois o Rico experimentou sofrimento no inferno pelas sua injustiças, enquanto Lázaro foi justificado, encontrando consolo no seio de Abraão.

Ou seja, Deus é retratado como o que recompensa os justos, cuidando dos Seus necessitados.

3. A Misericórdia é Limitada na Eternidade:

A parábola enfatiza que, após a morte, a misericórdia e a redenção não estão mais disponíveis da mesma maneira que na vida terrena.

Isso ressalta a importância de arrepender-se e buscar a Deus enquanto ainda estamos vivos, e refuta a ideia de muitos religiosos sobre o Dia de Finados.

Que visitam os cemitérios e fazem diversos rituais para tentar “iluminar” os entes queridos, que já se foram.

4. O Perigo da Ilusão da Riqueza Material:

A parábola encoraja a priorização de valores espirituais e não os materiais, para não se iludir com as mais variáveis propostas do mundo.

Também nos alerta sobre as consequências de uma vida egoísta e materialista, focada apenas em riquezas materiais e prazeres carnais.

Porém infelizmente, no mundo atual em que vivemos, o materialismo está impregnado em muitas pessoas, inclusive cristãos.

Pois alguns são capazes até de trocar a sua fé e santidade em Jesus, por uma “vantagem” ilícita no trabalho, recebendo valores ilegais ou altos cargos em sua empresa.

Mas a prática de uma vida justa e compassiva, enfatizando a importância de cultivar qualidades morais corretas e positivas, garantem uma caminhada rumo ao céu.

5. A Importância do Amor ao Próximo:

A importância do amor ao próximo é fundamental para todo cristãos verdadeiro, que é o segundo maior mandamento bíblico, segundo o próprio Senhor Jesus (Mateus 22:34-40).

Mas se o egoísmo já existia naquela época, imagine nos dias de hoje?

Porém não somente um egoísmo material, mas também espiritual.

Ou seja, há quem um dia foi liberto, curado, recebeu a restauração familiar, obteve as bênçãos das portas abertas em sua vida financeira, recebeu o batismo com o Espírito Santo, mas não se preocupa em fazer nada para o próximo.

Pois querem apenas serem frequentadores de igrejas, e de forma passiva, só se preocupando consigo mesmas, somente aprendendo mais e mais sobre a bíblia.

Mas do que adianta aprender, sem praticar?

Pois como pode uma pessoa ter a presença do próprio Deus em si, já ter tido várias experiências com a fé e não compartilhar dessa glória maravilhosa com o próximo?

Portanto, a parábola do Rico e Lázaro, destaca a necessidade de estender ajuda e bondade aos menos afortunados, demonstrando a importância de também cuidar do bem-estar dos outros.

Quem sabe, se o Rico no ato de expressar o amor ao próximo para com Lázaro, não teria aprendido o caminho da humildade e a salvação?

6. A Necessidade de Ouvir e Seguir as Orientações das Escrituras:

A parábola do Rico e Lázaro destaca a importância de prestar atenção às mensagens espirituais e morais presentes nas escrituras e de aplicar esses ensinamentos em nossas vidas diárias.

Pois nós podemos ouvir muitas vozes, que surgem através de diversas pessoas, que surgem para opinar em nossas vidas.

Mas de nada vale darmos ouvidos à tantas pessoas, se ignorarmos a Voz de Deus, que vem através de Suas Escrituras Sagradas.

O que nos ensina a Parábola do Rico e Lázaro?

Em resumo, a Parábola do Rico e Lázaro nos desafia a considerar nossas escolhas e ações na vida terrena.

Pois devemos mostrar compaixão e amor pelo próximo, lembrando que Deus valoriza a justiça e a misericórdia.

Também nos lembra da importância de buscar a Deus e viver de acordo com Seus princípios, enquanto temos oportunidade.

Portanto, a Parábola do Rico e Lázaro nos ensina lições essenciais, que podem interferir de forma direta, tanto na vida terrena, como na vida eterna!

Que possamos viver de maneira agradável a Deus.

Deus te abençoe a sua vida!

Compartilhe e abençoe alguém também…

5 1 voto
Avaliação do Artigo
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários
0
Adoraria sua opinião, por favor, comente.x
Rolar para cima